Mesmo sob crise, mulheres não deixam produtos de beleza de lado

Bom dia amoras 😉 tudo bem ?  Todas animadas para o fim de semana ?! Friozinho gostoso bom demais para aproveitar com os amigos ,namorado ou até mesmo curtir um filme + pipoca debaixo do cobertor.  Acabo de receber por email uma notícia quentinha sobre o que está rolando no mercado da beleza , confira a matéria abaixo :

A crise é notória e todos já sabemos do alto índice de inflação, desemprego e por aí vai. Mesmo assim, as mulheres brasileiras evidenciam na pesquisa Beauty Plan 2016, conduzida pela Glambox, empresa fundada em 2012 que oferece às consumidoras a oportunidade de experimentar, todos os meses, produtos de beleza, que, mesmo sob os efeitos da grave crise, há uma boa parcela de produtos de beleza que não pode ser negligenciada.

tonico-facial

Pesquisa Beauty Plan 2016 da Glambox aponta que produtos de higiene básica, maquiagem e perfume são itens essenciais para as mulheres.
Realizada pela equipe da Beauty Intelligence, área especializada em inteligência de mercado da Glambox, a pesquisa traz à tona alguns hábitos que deixam claro por que o Brasil é o terceiro maior mercado mundial para artigos de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos.

Assim, 83% das mulheres inquiridas não têm a intenção de conter gastos com produtos de higiene básica, como exemplo, shampoo, condicionador e sabonete; 58% vão continuar a comprar produtos para cuidado dos cabelos, como máscara, leave-in e óleos; 57% não vão deixar de adquirir maquiagem; 56% não deixam de comprar produtos para a limpeza facial, como antirrugas e vitamina C e, por fim, 51% delas não vão deixar os perfumes fora da lista de compras.

Para Flora Singer, diretora comercial da Glambox, trata-se de uma questão da cultura feminina nacional, “a mulher brasileira é bastante vaidosa e a crise não representa um empecilho para manter os cuidados diários com a pele e com os cabelos”.

A pesquisa revela também que as despesas das mulheres com produtos de beleza cresceram, de 2014 para 2015, para 41% das inquiridas, que apontaram ter gastado entre 50 e 200 reais mensais em produtos de preços maiores ou de marcas mais caras. Já entre as pesquisadas com mais de 45 anos, representando 22%, estas afirmaram que diminuíram os gastos em relação ao ano anterior.

Para este ano de 2016, as consumidoras na faixa etária acima dos 45 anos revelam que vão manter as despesas no patamar do ano anterior, ao passo que as mais novas (24%), possuidoras de uma renda menor, disseram que têm a intenção de reduzir os gastos, aproveitar as promoções e adquirir apenas o essencial.

Como se pode notar, a crise preocupa, mas em relação ao setor da beleza, a mulher brasileira sempre dá um jeitinho. “Durante a crise, o consumidor tem um perfil mais cauteloso, avalia as vantagens do produto, mas não perde o hábito de se preocupar com a beleza”, afirma a dirigente.

 

 

Amoras  deixe seu comentário aqui ,adoro interagir com vocês  estou sentindo falta hein.

Desejo para você um final de semana top das galáxias.

Me siga nas redes sociais😉

FAN PAGE –  Fran Santos  -Make Up E Consultoria De Beleza

INSTAGRAM

BLOG

Bjs e até mais

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s